Clique to Run –Office por demanda

Screenshot (4)

Se você baixou o novo Office Customer Preview, então você provavelmente notou que sua experiência de instalação é um pouco diferente do que em qualquer versão anterior do Office. Estas mudanças não são apenas cosméticas, elas são parte da estratégia da Microsoft para trazer os ricos aplicativos do Office que você conhece e ama para o futuro como parte integrante dos Softwares + serviços. Neste post que eu quero falar sobre por que nós pensamos que é importante investir na entrega do cliente, o que a Microsoft fez de novidade, como fez, e o que todas essas mudanças significam para você em suas atividades diárias com o novo Office.

Mudando a paisagem de software

A expectativas dos usuário quanto aos softwares mudaram dramaticamente nos últimos 5 anos. O surgimento de aplicações ricas baseadas em serviços web, bem como novos modelos de aplicação em dispositivos modernos causaram uma mudança em como os usuários esperam interagir com seu software.

Acreditamos que os aplicativos do Office são construídos para aproveitar os recursos exclusivos do seu hardware escolhido e tem enorme valor (seja em um PC desktop, um notebook, um tablet ou um dispositivo móvel). O objetivo da Microsoft com o Click to Run do novo Office 2013 é fazer com que se tenha acesso instantâneo aos aplicativos ainda que se esteja instalando-os.

Uma breve história da instalação do Office

O Microsoft Office percorreu um longo caminho desde o início, no início dos anos 90. Durante esse tempo vimos evoluções nas tecnologias de mídia e instalação. Ela costumava ser o suficiente para se enviar em um par de disquetes e copiar alguns binários no sistema de arquivos. Mas como os conteúdos tornaram-se mais ricos, mais poderosos; as aplicações e integração com outros softwares-chave sofreram mudanças em meio a demanda para a produtividade dos usuários. Isso significou uma instalação maior e mais sofisticada. Partindo do método de cópia de arquivo básico, mudou-se para instalações de ACME que permitiu flexibilidade para automatizar a instalação. Depois que veio o Windows Installer no Office 2000, que poderia lidar com a coexistência de componentes sofisticados, tivemos uma melhor experiência de desinstalação e reparo. No Office 2007 e 2010, temos o multi-MSI como “catalisador” oferecendo melhor suporte multi- cenários de linguagem e vários produtos.

Experiência de instalação do Microsoft Office

O Office 97 foi a última versão da suíte Office que se instalava a partir de disquetes (45 deles!) e logo mudou-se  para CD-ROM. Depois que ele foi para o DVD. Mas nesse meio tempo, a internet foi rapidamente emergindo como um veículo principal para a obtenção de software, e nenhuma das tecnologias de instalação existentes foram suficientes para ser uma grande experiência de usuários da internet.

Ir a uma loja física está rapidamente se tornando uma grande barreira para a obtenção de novos softwares. Não só isso, mas não penso que os clientes devem ter um mesmo olhar sobre a obtenção de”software”. Eles só querem as ferramentas certas, para o dispositivo que possuem quando necessário para obter suas tarefas feitas.

Click to Run v 1.0

image

No Office 2010, a Microsoft fez investimentos para melhorar o download na internet. Mantendo o veículo de distribuição primário de tradicionais pacotes do Windows Installer, Click to Run v 1.0 estava disponível para um número limitado de consumidores SKUs em alguns mercados. Esta foi a primeira tentativa da Microsoft de construir uma tecnologia que foi projetada para a instalação de grandes aplicações através da internet, e nós aprendemos muito:

  • Necessidade de velocidade: Com aplicativos Office funcionando mais rápido podemos ter usuários mais satisfeitos e felizes.
  • Novo é melhor: Não transfira software antigo! A primeira coisa que você faz quando você começa a usar seu novo aplicativo da internet e pensar que não se deve instalar uma atualização, ela já deve ser a última versão!
  • Equilíbrio: O Office não deve perturbar outro software já instalado na máquina, mas tem que trabalhar bem com add-ins e outras aplicações.

CR2 v 1.0 foi bem sucedida em provar a necessidade de uma nova tecnologia de instalação, mas havia uma abundância de espaço para melhorias.

  • Poderia ser ainda mais rápido.
  • A tecnologia que a Microsoft estava usando nos bastidores foi muito impactante. É necessário drivers sistema de arquivos local e criação de uma nova partição virtual no sistema (a unidade q: ), que causou problemas para alguns usuários.
  • Um efeito colateral de virtualização que estávamos usando foi que o desempenho em tempo de execução foi ligeiramente impactado. A inicialização de aplicativos (especialmente pela a primeira vez) foi um pouco mais lenta.
  • A integração com outros softwares não foi tão rica quanto com as tecnologias tradicionais de instalação em alguns casos, e a compatibilidade poderia sofrer.

Isso levou a Microsoft a…

Click to Run v 2.0

O objetivo da Microsoft com o Click to Run v 2.0 era fazer com que os aplicativos se sentissem como uma parte integrada e sem emenda da nova experiência de serviço do Office. Ela se esforçou para fazer isso acontecer. Baseado no aprendizado da v 1.0 sabiam que tinham para:

  1. Ser mais rápido
  2. Ser mais integrado: O Microsoft Office é uma plataforma de produtividade, parte do seu valor é que seus aplicativos são ricos, integrados e extensíveis.
  3. Ser atualizado e moderno: longe estão os dias onde você instala o software e esquece-o como algo velho em seu PC.
  4. Ser ágil: Há momentos em que os aplicativos de cliente rico são a única ferramenta para o trabalho, mas fazer uma instalação completa não é sempre uma opção. A Microsoft quis dar aos usuários a mobilidade de um aplicativo da web e a riqueza dos aplicativos do Office instalados.

Com esses objetivos em mente e o grande apoio da equipe de parceiros do App-V , a Microsoft definiu a construção do Click to Run v 2.0, que é refeita do zero para cumprir a visão compartilhada.

Click to Run v 2.0: A experiência

Vamos dar uma olhada na experiência de instalação do Click to Run e falar sobre o que está acontecendo em cada etapa.

Primeiro nós nos deparamos com a “experiência de provisionamento”. Provisionamento é apenas uma palavra extravagante para qualquer ação que você usa a fim de iniciar uma instalação Click to Run. No Office 2013 Customer Preview você está se inscrevendo para um Office 365 Home Premium de assinatura que permite que você instale até 5 cópias do Office em máquinas que você possui. No futuro, haverá vários e até mesmo sites de parceiros em que clientes serão capazes de instalar o Office Click to Run.

image
Há muitas coisas interessantes acontecendo com este site que vale a pena prestarmos atenção. Primeiro, você pode ver o link abaixo do botão “Instalar” para “opções de idioma a instalar”. Isto é onde você vai encontrar opções adicionais, como instalações de 64 bits nativas e idiomas adicionais. Observe que o 32 bits é sempre o padrão recomendado por motivos de compatibilidade, mesmo em sistemas operacionais de 64 bits, e é importante lembrar que você só pode instalar um ou outro dos produtos do Office de 32 ou 64 bits em uma única máquina. Você não pode misturar produtos de 32 e 64 bits, mesmo através de versões (por exemplo, Office 2007 e Office 2013). Isso é verdadeiro para todas as instalações do Office (CR2 e MSI) e é devido a limitações em como os aplicativos se integram entre si.

Em seguida, este site irá dar sequência para executar serviço de instalação e o serviço de licenciamento do Office para dar-lhe uma experiência personalizada que não exige que você copie uma chave de licença de 25 dígitos (lembram delas?). Tudo acontece perfeitamente em segundo plano!

Finalmente, nas versões futuras, este site vai realmente começar um cache prévio de bits do cliente Office antes de você mesmo clique no botão “Instalar”, resultando em um arranque quase instantâneo dos aplicativos Office, dependendo de sua conexão de rede.

Depois de selecionar o link “Install”, você será solicitado a “Executar” ou “Salvar” um executável para iniciar a instalação. Sua experiência pode variar dependendo de qual navegador você está utilizando, mas aqui é o IE10:

image

Este arquivo, que nós chamamos um “bootstrapper”, é um pequeno executável (~ 500 KB) que possui produto e idioma específico. Recomendo que você execute-o diretamente do navegador, mas você também pode salvá-lo localmente em seu computador e executá-lo mais tarde. Não espere muito tempo para executar porque este arquivo contém algumas informações específicas de licenciamento que são exclusivas da sua conta, e a Microsoft não pode ativar automaticamente o produto Office se  ele expirar. Não se preocupe muito se isso acontecer, a instalação ainda terá êxito e você apenas será solicitado a ativar mais tarde, se for o caso.

Em seguida, você verá a tela de streaming do Click to Run:

image

O que realmente está acontecendo aqui é que o instalador estamos transferindo apenas as partes do Office que precisamos para executar a “Primeira Experiência de Execução” (FRE) e a aplicação de “Hero”. A aplicação do hero é o primeiro Office de usuários do aplicativo que serão executados quando instalar o Office. Para a visualização do cliente, esse aplicativo é o PowerPoint.

Em seguida, você verá o vídeo da FRE – First Run Experience e outros conteúdos:

image

Depois que você já navegou através de primeira execução (Esperemos que você já tenha entrado no Office e selecionado um tema pessoal), é dada à você a opção de realizar um tour rápido sobre alguns dos novos recursos no Office 2013. Selecionar “Dar uma olhada” inicia uma apresentação interativa do PowerPoint.image

Se você fizer o tour ou não, a tela que você verá em seguida será parecida com esta:

image

Ela mostra o progresso geral do download para o Office 2013. Neste ponto você pode usar todos os aplicativos do Office, mas todo o produto ainda não é baixado, então não fique offline! A Microsoft prioriza o download das funcionalidades do Office na ordem em que pensa que você vai precisar deles.

Se você tentar acessar algo que ainda não foi baixado, você terá alguns UI que se parecem com este: image

Dependendo da velocidade da sua conexão de rede, você nunca pode ver essa interface do usuário, ou você pode vê-la várias vezes, se você estiver em uma conexão lenta e realmente exercitar os apps, enquanto eles ainda estão sendo baixados.

Até que você veja esta caixa de diálogo, haverão algumas diferenças sutis no Office em que vale a pena falar. Por exemplo, não são todas as fontes que estarão disponíveis, e algumas funcionalidades de integração como “Print: enviar para OneNote” não estarão lá ainda. Isso ocorre porque as fontes são realmente grandes, e funcionalidade de integração do sistema leva muito tempo para instalar, então a Microsoft colocou esses itens no final da instalação para você usar as aplicações mais rápido.

A experiência do Click to Run é mais rápida, mais suave e tem melhor progresso do que qualquer versão anterior do Office. O Click to Run v 2.0 instala realmente em uma taxa mais elevada do que os pacotes do Windows Installer, e a Microsoft está fazendo o que possível para torná-lo a melhor experiência de instalação.

Suporte e Reparação

Este é o fim da primeira experiência de execução, mas não é o fim do valor do Click to Run. Aqui estão algumas outras áreas onde essa nova arquitetura faz do seu software o melhor dos mundos:

  • Suporte lado a lado: Fazer uma mudança para suas ferramentas de produtividade nem sempre é fácil. Você quer a versão mais recente, porque ele desbloqueia novos cenários que você nunca teve acesso antes, mas durante a transição, não seria ruim se você pudesse manter sua versão anterior ao ainda funcionando? CR2 v 2.0 permite que você faça isso. Por padrão ele instala junto com seu antigo software, e você ainda pode usar duas versões diferentes do Outlook pela primeira vez.
  • Reparação: Ninguém é perfeito, e às vezes as coisas dão errado mesmo. Talvez você instalou outro pedaço de software e de repente seus documentos do Word estão abrindo em um programa desconhecido. A reparação estará lá para você, se isso acontecer. Com CR2 v 2.0 você pode reparar apenas seus atalhos e registro de tipo de arquivo (“reparação rápida”), ou você pode fazer uma “completa reparação”, que basicamente vai desinstalar e reinstalar seus aplicativos (tão rapidamente e sem problemas, como a primeira vez) sem perder suas configurações ou documentos. Ambas as opções podem ser encontradas na área de “Programas e recursos” do Windows.

image

  • Desinstale: Agora desinstalar leva segundos em vez de minutos, e ele deixa o seu computador em um estado mais limpo do que nunca. Você mesmo pode desativar licenças, que você não está usando, assim você pode reutilizá-las em novas máquinas.

image

  • Apoio: Sustentabilidade é uma palavra extravagante para manter seu software atualizado e no ecossistema de computação de hoje, é mais importante do que você imagina. CR2 v 2.0 permite-nos tranquilamente e automaticamente mantê-lo tão seguro quanto possível. Uma vez que você tenha optado, o Office sabe verificar com segurança na internet as atualizações. Ele transfere-as em segundo plano, e da próxima vez que você reiniciar todos os seus aplicativos ou computador, você estará executando a última e melhor versão. Além de ser uma grande experiência, CR2 v 2.0 resolve problemas de sustentação. Primeiro, você nunca deve começar com software antigo. Sempre que você iniciar uma instalação Click to Run, você estará recebendo a versão mais recente dos aplicativos. Não mais baixar, extrair, instalar, então patch e patch e patch… Você só precisa de uma atualização. No mundo antigo, você precisaria baixar cada patch individual, um após o outro. E às vezes eles não iriam ser corretamente instalados se você já não tem o direito de Service Pack ou outras atualizações já instaladas. Com CR2 v 2.0 você baixar somente uma coisa, e sempre leva você para a última versão do seu software. Isso é possível porque a Microsoft inventou uma tecnologia chamada “Atualização diferencial” que usa arquivos de Hash para passar diretamente de qualquer compilação para o mais recente em uma única etapa. Assim, mesmo se você estiver off-line por um longo tempo, essa atualização é fácil e rápida. Há menos limitações para os tipos de alterações que nós podemos fazer em uma atualização.
  • Click to Run para organizações: Finalmente, CR2 v 2.0 não é apenas para usuários finais. A Microsoft construiu uma série de funcionalidades de administrador, para ajudar a automatizar implantações em organizações de todos os tamanhos.

Eu acabo de realizar uma instalação de Office 2013 em um Windows 8 RTM x68 Build 9200. Enquanto a instalação estava ocorrendo On Demand eu já conseguia usar completamente as aplicações Office. Por fim quero mostrar qual é a experiência Click to Run:

Screenshot (1)

Screenshot (2)

Mauricio Cassemiro

Profissional de TI desde 2010, especialista Microsoft, Microsoft Office Specialist (MOS) em Microsoft Outlook e MVP de Office Servers and Services no Brasil.

Website: https://www.mauriciocassemiro.com

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *